Sobre

Sobre o projeto ‘Dr Bartô’

No ano 2000, um estudo piloto entre os pacientes do Hospital Universitário da USP, que mostrou que o uso do álcool no consumo familiar era bastante elevado, seguido do tabaco, maconha e depois o crack.

Os dados do levantamento foram extremamente preocupantes, pois mostravam que o consumo de drogas começava dentro de casa e famílias e especialistas não possuíam os recursos necessários para lidar com a situação.